Notícias

28 de fevereiro de 2018 às 09:07h

​FIEPI apoia evento de Inovação e Revolução Digital do Sebrae

O painel “Inovação e Revolução Digital Moldando o Futuro da Indústria da Construção” é uma ação do SEBRAE no Piauí com o apoio da FIEPI, Sinduscon Teresina e Sindicer Piauí.

Com o apoio da Federação das Indústrias do Estado do Piauí (FIEPI) foi realizado, na noite de terça-feira (27), no auditório do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, SEBRAE, em Teresina. o painel “Inovação e Revolução Digital Moldando o Futuro da Indústria da Construção”. Participaram do evento grandes especialistas do setor da construção civil.

O painel “Inovação e revolução Digital moldando o futuro da Indústria da Construção” teve como objetivo discutir cenários, novidades e tendências do setor, para dar suporte à alavancagem dos negócios; repensar modelos, processos, produtos, além de promover a qualificação.

Entre os especialistas do setor estiveram presentes, Marcos Vasconcellos, coordenador de Projetos Estratégicos da Construção Civil do SEBRAE no Rio de Janeiro; e Túlio Alves Colaço Paz, especialista técnico da Autodesk, responsável pela implantação da Tecnologia BIM em diversas empresas do país.

Os moderadores foram o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil de Teresina, Sinduscon, e CEO na Construtora Estrela da Manhã, André Baía; e o presidente do Sindicato das Indústrias de Cerâmica para a Construção do Estado do Piauí, Sindicer e CEO da Cerâmica Santa Maria, Waldyr de Moraes Júnior.

“A tecnologia está cada vez mais próxima da cadeia da construção civil e deve impactar diretamente no futuro dos pequenos negócios. O que queremos destacar nesse painel são as perspectivas de evolução desse segmento a partir de conceitos, estratégias e inovações que vem sendo utilizados por empresas de grande porte, com resultados bastante positivos”, afirmou o diretor técnico do SEBRAE no Piauí, Delano Rocha.

As grandes empresas da cadeia produtiva da construção já adotam conceitos e metodologias de gestão da inovação que podem ser absorvidas pelos pequenos negócios gerando mudanças significativas em produtos, processos, marketing ou na organização empresarial.

Entre os resultados positivos da adoção de tecnologias estão aumento da produtividade e da qualidade, redução de custo, aumentos dos lucros, obediência ao prazo planejado para a conclusão do projeto, conquista e fidelização de clientes, entre outras vantagens.

Segundo Marcos Vasconcellos, um dos painelistas do evento, a melhoria da gestão e o associativismo são o ponto de partida para os pequenos negócios se apropriarem de novas tecnologias. “Esse é o caminho para que esses empreendimentos consigam chegar a um padrão que lhes permita competir com as grandes empresas de construção. A união de esforços aliada a uma gestão mais qualificada deve contribuir para as pequenas empresas avançarem no atual cenário”, declara o coordenador de Projetos Estratégicos da Construção Civil do SEBRAE no Rio de Janeiro, que é graduado em Ciências da Computação, com MBA em Gestão de Negócio e Tecnologia da Informação.

Entre os obstáculos que precisam ser superados para o avanço dos pequenos negócios da construção estão: a fragmentação da cadeia produtiva, o que inibe a liderança transformadora; baixa colaboração entre construtores e fornecedores, o que reduz o potencial de ganhos múltiplos; baixo investimento em processos e gestão; pouco acúmulo de conhecimento; e a falta de treinamentos.

O painel “Inovação e Revolução Digital Moldando o Futuro da Indústria da Construção” é uma ação do SEBRAE no Piauí com o apoio da Federação das Indústrias do Estado do Piauí, FIEPI, Sinduscon Teresina e Sindicer Piauí.

Jânio Holanda – ASCOM/FIEPI

Comentários